CULTURAS E DESPORTOS

 

SUGESTÃO

 

SINTRA - FESTIVAL’98

Foi em Queluz, no passado dia 12, que o maestro Vladimir Ashkenazy inaugurou a XXXIII edição do Festival de Música de Sintra, com um recital de piano.

O programa, que se prolonga até 19 de Julho, reserva ainda sonatas de Mozart e Beethoven, bem como peças de Chopin.

Ainda neste mês, o Palácio de Queluz acolherá mais dois dos principais espectáculos do festival: a 24, o pianista Grygory Solokov interpretará uma «suite» de Rameau e sonatas de Beethoven e Brahms.

No dia 27, Maria João Pires toca com a Orquestra de Câmara do Concertgebouw de Amsterdão, conduzida por Marco Boni, obras de Britten, Mozart, Elgar e Haydn.

Em Julho, o pianista Miguel Borges Coelho levará Chopin, Debussy, Scriabine e Beethoven ao Palácio Pena (dia 11), enquanto Pedro Burmester tocará com o violinista Gerardo Ribeiro num recital em Queluz (a 15), encerrando-se o festival com Pedro Burmester a solo na Quinta da Piedade, no dia 19.

Assim, não deixe passar em vão o regresso da música aos diversos palácios e quintas de Sintra. O programa do Festival’98 é, claramente, um convite irrecusável.

 

Feira

COIMBRA MEDIEVAL 1998
Sé Velha
* A Falcoaria - 19 de Junho
* A Feira - 20 de Junho
* Demonstração da Caça com Falcões - 21 de Junho

 

 

Que se passa

 

ORQUESTRA EM CASCAIS

Um recital com solistas da Orquestra Metropolitana de Lisboa estará em cena, no Museu Condes de Castro Guimarães e na Casa Verdades de Faria/Museu, nos dias 20 e 21, às 17 horas, respectivamente.

 

ARTES EM COIMBRA

Hoje, às 21 e 45, poderá assistir, na Casa Municipal da Cultura, a um espectáculo de música popular e tradicional russa, a cargo do violinista Wladimir e da pianista Marina.

O domingo será dia de uma visita turística à Freguesia de Santo António dos Olivais.

A partir do dia 22 e até ao dia 26 (re)veja «Vertigo - A Mulher que Viveu Duas Vezes», de Alfred Hitchcock, no Teatro Académico de Gil Vicente. As projecções realizar-se-ão em três sessões diárias, às 15 horas, às 18 e 21 e 45, com excepção do dia 24 em que apenas haverá duas exibições, a primeira e a última, respectivamente.

Até ao dia 25 passe pela Sala da Cidade para ver uma mostra que reúne um magnífico conjunto de obras provenientes de diversas colecções particulares e que pretende mostra a homenagem que os artistas contemporâneos têm prestado aos amores de Pedro e Inês de Castro.

Sob o título «As Lágrimas de Pedro e Inês - Testemunhos de Artes Portuguesa Contemporânea» estão patentes obras de pintura e escultura de artistas tão destacados como João Cutileiro, Lima de Freitas, Luís Pinto Coelho e Manuela Pinheiro, entre muitos outros.

Se gosta de teatro, saiba que, até ao dia 27, com excepção dos domingos, poderá ver, a partir das 21 e 45, na Casa Municipal da Cultura, «A Serpente», de Nélson Rodrigues. Trata-se de uma encenação e adaptação de José Caldas.

 

MARCHAS EM FARO

As marchas populares de 1998 começaram no passado dia 12, mas amanhã continuam com a festa da Freguesia da Sé que, a partir das 22 horas, terá no palco da Alameda de São João de Deus os desfiles da referida freguesia, bem como da freguesia da Conceição de Faro, de Santa Bárbara de Nexe e de São Pedro.

Para quarta-feira, dia 24, a festa muda-se para Santa Bárbara de Nexe, à mesma hora, no Largo da Igreja.

 

CONCERTO EM LISBOA

Hoje, na Praça Sony da Expo’98 actuará Janita Salomé, num espectáculo marcado para as 22 horas.

Se prefere ritmos tropicais, saiba que os sons cubanos poderão ser ouvidos ao vivo, hoje, no Ritz Club, numa actuação do Septeto Habanero.

Esta semana são três as fitas que debutarão nas telas das salas de cinema lisboetas. Assim, se é um cinéfilo ou simplesmente gosta de apreciar sétima arte, então não perca «O Apóstolo», de Robert Duvall; «Procura-se», de David Glenn e/ou «Um herói muito discreto», de Jacques Audiard.

Amanhã será inaugurada a exposição de fotografia de Chris van der Burght, na Sala de Ensaio do Centro Cultural de Belém (CCB), onde permanecerá patente ao público até ao dia 10 de Julho.

O Pequeno Auditório do CCB será animado, também amanhã e ainda no dia 20, pelas 22 horas, pelo espectáculo de dança de Hans Van den Broeck, «(They feed we) Eat, eat, eat».

No mesmo dia, mas no Estádio do Restelo, os ritmos lembrarão o samba, com o concerto de Daniela Mercury.

As sugestões do Centro Cultural de Belém terminam, esta semana, mais especificamente nos dia 23 e 24, com uma peça teatral, «Flippers», de Samuel Louwyck, também no Pequeno Auditório e às 22 horas.

 

LIÇÕES NA MARINHA GRANDE

A Câmara Municipal e a Fundação Calouste Gulbenkian promovem, a partir do dia 22 e até ao dia 26 deste mês, uma iniciativa denominada «Curso Breve de História de Portugal», composta por cinco sessões orientadas por José Manuel Costa Rodrigues Garcia.

«Portugal Antes do Estado Novo»; Formação e Independência de Portugal»; «Portugal e a sua Expansão no Mundo»; «Portugal no Antigo Regime» e «Portugal Contemporâneo» constituem os temas das cinco lições que decorrerão entre as 17 e as 19 horas, no Auditório Municipal, as quais têm acesso gratuito, mediante prévia inscrição na Biblioteca Municipal.

 

JAZZ EM MATOSINHOS

Hoje, às 22 horas, no Parque 25 de Abril (Jardins Casa da Juventude), decorrerá o concerto de abertura do Festival de Jazz de Matosinhos, com a actuação do Duo Ibérico e o Sexteto, Julien Lourou e Goove Gang, respectivamente.

 

FEIRA EM OURÉM

A edição numero 17 da «FeiraOurém» já está em marcha e prolonga-se até domingo. Trata-se da única feira de actividades económicas do concelho de Ourém.

Uma outra mostra, desta feita intitulada «Vila - 30 anos de pintura» esperará pela sua visita, até domingo, no Antigo Mercado Municipal, de segunda a sábado, das 11 às 13 horas e das 15 às 20 horas.

 

PEÇA EM PORTALEGRE

A Companhia de Teatro de Portalegre apresenta «Vaudeville», de Eugéne Labiche, no Convento de São Francisco, de terça a sábado, às 21 e 45, bem como ao domingo, pelas 15 horas.

 

FILATELIA EM PORTIMÃO

A Lusopex’98 - 1º Concurso Nacional de Filatelia - está já aberta ao público, na Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal.

 

MÚSICA NO PORTO

No sábado, dia 20, às 18 e 30, a Fundação de Serralves acolherá um recital de canto e piano a cargo de Isabel Mallaguerra (canto) e de Constantin Sandu (piano).

O programa deste espectáculo musical inclui obras de Kurt Weill, Berlot Brecht e George Gershwin.

Em cena até ao dia 27, no Teatro Latino, estará a peça «Mais Vale Só Que», com argumento e encenação de Ana Luena, Mário Santos e Paulo Freixinho.

 

MEMÓRIAS EM SINTRA

A Galeria Municipal do Museu Regional de Sintra é palco, até ao dia 8 de Julho, de uma exposição de pintura da autoria de António Sem, subordinada ao tema «Memórias».

A galeria está aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 9 e 30 às 12 horas e das 14 e 30 às 19 horas, bem como aos sábados, domingos e feriados, das 14 e 30 às 19 horas.

 

HISTÓRIA EM VIANA DO CASTELO

Joaquim Veríssimo Serrão dará, hoje, pelas 18 horas, uma conferência, no Salão Nobre da Câmara Municipal, que se intitula «Um Passeio pela História de Viana, dos séculos XIII e XIX».

 

TEATRO EM VILA FRANCA DE XIRA

O Festival de Teatro de Vila Franca de Xira começa hoje e prolonga-se por mais três dias, até domingo, dia 21. Se pretende assistir às representações não hesite em obter mais informações através do telefone (063) 26056.

 

 

 

POEMA DA SEMANA
Selecção de Carlos Carranca

 

Levantam voo do teu rosto de sangue livre...

Para Federico García Lorca

 

Levantam voo do teu rosto de sangue livre

Milhões de pássaros alvos. Levantam voo

Da luz profunda da tua inquietação

Milhões de poemas sem pátria sem a lei da opressão

Com pátria apenas da Poesia

Com a pátria apenas da irmandade dos Homens livres

Das avenidas do Devir.

 

O Amor é o sol que irradia lágrimas das searas

Da tua alma estrangeira como a alma de todos os poetas.

O sangue negro do terror do ódio puro

Contra todo um povo gritando pela vida

Apodrece para sempre no coração alienado

De um homúnculo esquecido nesta praça da alegria

De todas as crianças e do seu infinito sonho

Sobre o qual nasce um arco-íris inextinguível.

 

Fernando Botto Semedo