PS EM MOVIMENTO


ALGARVE

REGIONALIZAÇÃO

A Federação Regional do PS/Algarve tomou a iniciativa de propor aos demais partidos políticos, às autarquias e à Região no seu todo a afirmação da unidade dos algarvios em torno da Regionalização, apelando à sua reflexão para a oportunidade de organizar uma Festa a favor da Regionalização, no próximo dia 10 de Junho.

Nesse sentido, a Federação do Algarve do PS enviou uma carta às suas congéneres do PSD, PCP, PP e UDP, assim como às 16 Câmaras e Assembleias Municipais, governador civil, presidente da AMAL e presidente da Assembleia Distrital, convidando-os a participar numa reunião preparatória no dia 5 de Maio.

O líder do PS/Algarve, José Apolinário, considera que esta é uma oportunidade para unir forças em prol da Regionalização, ficando-se desde já a saber com quem se poderá contar nesta reforma fundamental para o desenvolvimento do Algarve.

Por outro lado, no âmbito de um conjunto de iniciativas da Federação do PS/Algarve realizadas em Abril, o secretário de Estado da Administração Interna, Armando Vara, esteve presente no dia 22, no Instituto da Juventude, em Faro, onde decorreu um Plenário Regional de Militantes. Na ocasião, o governante abordou alguns dos temas da actualidade política.

Alcoutim foi palco nos dias 26 e 27 de Abril da V Convenção da Federação Regional do Algarve da Juventude Socialista.

Com a presença de 78 delegados, eleitos em todas as estruturas concelhias da JS/Algarve, estiveram em confronto duas moções globais de estratégia.

«Consolidar, avançar, vencer» era o título da moção vencedora que tinha como primeiro subscritor o camarada Filipe Vital, que se recandidatava ao cargo de presidente da Federação do Algarve da JS.

A outra moção intitulada «Por uma Federação, por uma Região» era subscrita, em primeiro lugar, pelo camarada Jamila Madeira.

Foi aprovada a moção apresentada por Filipe Vital que assim foi reeleito presidente da Federação.

APELAÇÃO

ANIVERSÁRIO

No próximo dia 9 de Maio a Secção de Apelação do PS vai assinalar o seu 21º aniversário com uma sessão solene que decorrerá nas instalações desta estrutura.

ESTADOS GERAIS

EDUCAÇÃO

No âmbito dos Estados Gerais da Nova Maioria realizou-se ontem, no Hotel Ipanema Park - Porto, um debate subordinado ao tema «Ano e meio depois: o nosso caminho e as nossas perspectivas», que contou com as intervenções de Mariano Gago, Ana Benavente e Guilherme de Oliveira Martins. Tratou-se de uma sessão pública do Concelho Coordenador para a Educação, Formação e Ciência.

GONDOMAR

O HOMEM DOS GELADOS

Os vendedores de gelados que se cuidem. Surgiu em Gondomar um concorrente de respeito. Depois dos electrodomésticos, Valentim Loureiro, aproveitando a vaga de calor que se tem feito sentir, virou-se para os gelados. A história deste «populismo» à moda do Valentim vem relatada na edição do passado sábado do «Diário de Notícias». O major, no âmbito das comemorações do 25 de Abril, deslocou-se à escola secundária de Valbom, uma freguesia socialista. Num intervalo, entrou num café das redondezas, perguntou ao proprietário do estabelecimento quanto custavam todas as caixas de gelados que tinha na arca e de imediato pagou 50 contos. Depois, já dono e senhor dos sorvetes, foi vê-lo distribuí-los por adultos e crianças. Bem apostado. Quem não tem cão (planos e ideias) caça com gato (sorvetes). No entanto, há a registar um facto, o major passou dos electrodomésticos aos gelados. Será que vamos vê-lo proximamente a distribuir objectos de alguma loja dos trezentos?

PORTO

CONCELHIA

A Comissão Política Concelhia do Porto do PS acusou no dia 24 a vereadora Ilda Figueiredo, da CDU, de estar a «mentir» e de liderar uma oposição «radical».

Esta tomada de posição dos socialistas do Porto surge na sequência de recentes afirmações da vereadora comunista num conferência de Imprensa, em que afirmou ser superior a 14 milhões de contos a dívida do município - câmara de SMAS - no final deste mandato.

«Mentira», disse Rodrigo Oliveira, da Comissão Política Concelhia do PS/Porto. A dívida, em final de 1996, «era de 7,053 milhões de contos», registando-se um «decréscimo superior a meio milhão de contos» em relação aos números do princípio daquele ano.

TAVIRA

CANDIDATOS

A Comissão Política Concelhia de Tavira do PS, reunida no dia 18, aprovou, por unanimidade, os candidatos cabeças-de-lista para a Assembleia Municipal, Câmara Municipal e Assembleias de Freguesia do Concelho, a apresentar às eleições autárquicas de Dezembro.

A designação dos candidatos socialistas obedeceu a um cuidadoso processo de auscultação dos militantes, simpatizantes e outras personalidades em cada área.

Os critérios em que assentou a escolha foram a honestidade, competência e dedicação à comunidade, tendo a aprovação dos candidatos reflectido um amplo consenso, materializado na votação por unanimidade de todos os candidatos propostos.

O PS/Tavira apresentará como cabeças-de-lista os seguintes camaradas: Jorge Manuel Valente (Presidência da Assembleia Municipal); José Otílio Baía (Presidência da Câmara Municipal); João Luís Rodrigues (Assembleia de Freguesia de S. Maria); Laurentino Trindade Coelho (Assembleia de Freguesia de Santiago); José Vitorino Pereira (Assembleia de Freguesia Conceição); Manuel Jesus Martins (Assembleia de Freguesia S. Catarina); Armando Nascimento Mangas (Assembleia de Freguesia S. Luzia); Marcelino Justo Teixeira (Assembleia de Freguesia Luz); José Simão Martins Cavaco (Assembleia de Freguesia S. Estêvão); e Otília Gardeira (Assembleia de Freguesia Cachopo).

COIMBRA

À CONQUISTA DAS AUTARQUIAS LARANJA

O PS/Coimbra escolheu o 23º aniversário do 25 de Abril para apresentar os candidatos autárquicos aos concelhos do Distrito em que as Câmaras Municipais são geridas por sociais-democratas.

Ao palco montado junto ao Tribunal de Penacova foram sucessivamente chamados os cabeças de lista às Câmaras e Assembleias Municipais de Arganil, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela e Soure.

Constituíram excepção os municípios de Tábua e de Vila Nova de Poiares. Em Tábua só está ainda definido o candidato à Assembleia Municipal, o juiz José Alberto Costa, mas Fausto Correia, presidente da Federação Distrital de Coimbra do PS, na sua intervenção garantiu que o candidato à Câmara de Tábua «já está escolhido, tem um rosto, é um homem empenhado que tem lutado pela sua terra». A situação em Vila Nova de Poiares está igualmente resolvida, mas por decisão da Comissão Política Concelhia a candidatura de Marino Dias da Silva, que se encontrava entre a numerosa assistência, apenas será oficialmente apresentada no próximo dia 29 de Junho. Para 20 de Julho, na Tocha ou em Mira, o local ainda está por definir, está marcada a apresentação dos candidatos às câmaras onde o PS detém a presidência.

Pelo palco de Penacova passaram os candidatos a Arganil - Rui Miguel Silva (Câmara Municipal) e Fernando Maia Vale (Assembleia Municipal); Oliveira do Hospital - Lusitano dos Santos (CM) e Alberto Amaral (AM); Pampilhosa da Serra - José Augusto Almeida (CM) e José Ramos Mendes (AM); Penacova - Manuel Gomes Pereira (CM) e Artur Coimbra (AM); Penela - Leonel José Bacalhau (CM) e Brásio Gomes (AM); Soure - Luís Parreirão (CM) e Fernando Dionísio Lopes (AM); Tábua - Alberto da Cunha (AM).

O anúncio feito especialmente por Fausto Correia da candidatura de José Augusto Almeida pelo PS à Câmara de Pampilhosa da Serra, a que preside há 17 anos eleito pelo PSD, provocou uma das maiores ovações por parte do público que enchia o recinto. A transferência foi justificada pelo próprio - «o progresso e o desenvolvimento são as minhas únicas bandeiras».

Nesta sessão estiveram também presentes diversos presidentes de Câmaras do PS, os deputados Carlos Beja, João Rui de Almeida, Osório Gomes, Ricardo Castanheira e Rui Namorado, o eurodeputado António Campos, o governador civil de Coimbra, Victor Baptista, na qualidade de presidente adjunto da Federação, e o ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Ferro Rodrigues, na qualidade de dirigente nacional do PS.

O 25 de Abril e os 20 anos de Poder Local foram os temas comuns a todos os oradores: Artur Coimbra, Fausto Correia, Ricardo Castanheira, Victor Baptista, António Campos, Ferro Rodrigues e todos os candidatos às Câmaras.

Na sua intervenção, Fausto Correia afirmou que todos os candidatos «são homens da terra onde se candidatam», não sendo por isso «importados», numa clara crítica ao PSD/Coimbra. Fausto Correia reconheceu ainda que o PS pode não ganhar em todos estes concelhos, mas que «lutará até à exaustão».

(José Manuel Viegas)